Israel Novaes fala sobre seu primeiro DVD

Em apenas dois anos, Israel Novaes passou de estudante de Direito a uma das maiores apostas do escritório AudioMix. O jovem de 23 anos já tem pelo menos duas músicas entre os grandes sucessos do sertanejo universitário: “Vem Ni Mim Dodge Ram” e “Vó, Tô Estourado!”. Em 2014, pretende manter-se em evidência com o lançamento de seu primeiro DVD.

Gravado em outubro passado, a previsão é que o trabalho chegue às lojas em março. O local escolhido para a gravação foi o Centro Cultural Oscar Niemeyer, na capital do sertanejo, Goiânia (GO). “É gratificante gravar meu primeiro DVD na cidade que me recebeu e onde eu descobri que meu futuro está na música”, conta Israel. As participações especiais ficaram por conta das duplas Jorge & Mateus e Matheus & Kauan, além dos cantores Gusttavo Lima e Márcio Victor, do Psirico. “São todos grandes parceiros. Jorge & Mateus e Gusttavo Lima são ainda mais especiais, porque são meus padrinhos artísticos”, revela.

O pontapé inicial do novo trabalho foi dado justamente com o único convidado que não canta sertanejo. Em dezembro, Israel divulgou o single “Tchaka”, ao lado de Márcio Victor. “Essa música é para o Carnaval. Tem uma pegada bem verão. Decidimos fazer uma mistura de arrocha com o ritmo baiano e ficou ótimo”, explica o cantor, reforçando sua característica de misturar sonoridades. Mas o trabalho ainda reservou outras emoções ao jovem cantor, principalmente com a recepção do público. “Eu repaginei “Canção Perfeita”, que também já foi gravada pela dupla Humberto & Ronaldo. Antes, ela tinha uma pegada mais pop. Agora ficou com menos instrumentos, está mais simples e com isso dá para ouvir a plateia cantando junto. É uma coisa mágica”.

Israel Novaes faz questão de frisar que se encontrou no arrocha. Grande parte de suas composições são baseadas no estilo que tomou conta do sertanejo nos últimos anos, sempre associadas a festa e diversão. “Eu toco para a galera jovem. Por mais que tenha letra romântica, as melodias acabam focando a sonoridade das baladas”, afirma. Mas o cantor ressalta que apesar de estar ligado à música sertaneja, vai muito além do gênero, se utilizando de outros ritmos brasileiros.

Fonte: Conquista Fm