Há 15 anos casal visita túmulo do sertanejo Leandro, em Goiânia

    Auxiliar administrativa e o marido foram ao cemitério rezar pelo ídolo.
    Cantor morreu aos 36 anos em 1998, com um câncer na região do tórax.

    Após 15 anos da morte do cantor sertanejo Leandro, fãs continuam a visitar o túmulo dele, no cemitério Jardim das Palmeiras, em Goiânia. Uma delas é a auxiliar administrativa Débora Cassimiro de Macedo, que todos os anos vai ao local: “Se a gente não vem, é como se faltasse alguma coisa”.

    Ela sempre faz a visita com o marido, o vendedor Cleudes Pereira. “Ele veio comigo todos os anos. Só que no inicio a gente era namorado”, brinca.

    1

    Cleudes afirma que também admira o trabalho do cantor e que, por isso, não se importa em ir ao cemitério. “Sempre gostei de sertanejo. Gostava do Leandro também. Então, nunca fui forçado a vir. Acompanhava ela desde o começo do namoro sem problema”, diz. Para homenagear o cantor, o casal acende velas. “Trazemos velas, acendemos e ficamos aqui um pouco. Rezamos por ele”, conta Cleudes.

    Eles contam quem continuam acompanhando a carreira de Leonardo, irmão e ex-parceiro de dupla de Leandro. “Ouvia Leandro e Leonardo desde criança. Eles sempre representaramGoiânia. Mesmo com a morte de Leandro, continuamos indo aos shows e escutamos as músicas”, afirma a auxiliar administrativa.

    Leandro morreu em 1998, em decorrência de um câncer raro na região do tórax. Após lutar dois meses contra a doença, Leandro morreu no dia 23 de junho, aos 36 anos, na cidade de São Paulo, com falência múltipla dos órgãos. O cantor faria 37 anos no dia 15 de agosto.

    2